2ª Etapa – Salvador

CONVIDADOS DA 2ª ETAPA – SALVADOR

OFICINA SHOWCASES & NETWORKING – preparação para participação em feiras de negócio

Carine AraújoCarine Araújo

Produtora há doze anos, Carine Araújo é parecerista Nível III do Ministério da Cultura nas áreas de música (Funarte), cultura popular e cultura negra (Palmares) e audiovisual (SAV). Desenvolve sua verve criativa na elaboração de propostas diferenciadas em cinema, música, artes visuais, literatura, enfim, diversas linguagens artísticas. Jornalista, Bacharela em Políticas e Gestão da Cultura pela UFBA, especialista em Captação de Recursos pela FGV e em Gestão e Políticas Culturais pela Universidade de Girona, foi premiada duas vezes pela Funarte e uma vez pelo programa BNB Cultural, este último com seu livro Desfile Poético sob a chuva, que deve lançar ainda esse ano. Iniciou no cinema como cineclubista, logo depois assumindo a Diretoria de Produção do Conselho Nacional de Cineclubes, onde produziu festivais como o de Atibaia. Foi responsável pela produção local do premiado filme Pau Brasil, a produção executiva da Mostra Curto Encontro realizada simultaneamente em todos os 16 espaços culturais da FUNCEB, o I e II Seminário de Antropologia Audiovisual e o IN Bahia – Mostra de Cinema Baiano. Em música é responsável pela direção de produção do CD Origens do grupo Gêge Nagô pelo selo Conexão Vivo, pela produção do CD premiado da sambista Clécia Queiroz, pela produção de grupos como o Transcendental, Ambiente Brasileiro, Terapeutas do Riso, entre outros. Em Cultura Popular fez os documentários Capela D’ajuda já deu sinal e A vida na Boa Morte, ambos para a TVE, além de trabalhar no registro de manifestações carnavalescas no interior da Bahia e produzir para o IPHAN os documentários Preservar Igarassu e Banho de São João. É diretora executiva da Tabuleiro Produções, empresa que há 7 anos se destaca no cenário baiano, agenciando e produzindo trabalhos que revelam a diversidade cultural da Bahia para o mundo.

Geysa Castro

Diretora Operacional da Ginga P, MBA em Gestão e Produção Cultural com ênfase em Economia Criativa pela FGV-RJ, cresceu na cidade do Rio de Janeiro, aonde iniciou sua vida profissional como bailarina clássica. Após completar formação acadêmica (Licenciatura Plena em Dança), mudou-se para Nova Iorque em 1996 aonde aperfeiçoou sua técnica em algumas das mais conhecidas escolas de dança do mundo, como Alvin Ailey, Joffrey Ballet, etc. Foi convidada a fazer parte do Corpo Docente do Center for Modern Dance Education, lecionou e participou da organização e produção de espetáculos projetos educacionais patrocinados pelo New Jersey Council of Arts e NY Board of Education.


Eric_Brasilia2Eric Samuel Taller

Começou sua carreira como produtor & apresentador de um programa de rádio de música brasileira chamado “Agora Brasil” na Rádio KPFA em São Francisco (Califórnia). Produtor de uma série de documentários sobre vários assuntos entre eles a historia da Bossa Nova e Carnaval, foi responsável por todas as áreas de produção de uma variedade de projetos dentro da mesma Rádio. Mudou-se para Nova Iorque em 1997 aonde dirigiu a área de venda de publicidade impressa e online e a área comercial para Post e Interactivity, duas revistas, líderes no mercado especializado em mídia digital, tecnologia do entretenimento e pós-produção.

Em 2004 fundou a Ginga P., uma empresa brasileira com escritórios em Salvador e Rio de Janeiro, com atividades na área cultural, música e mídia. A empresa especializou-se em trabalhar com parceiros internacionais, agindo como ponte entre o mercado brasileiro e o mercado internacional, provendo consultoria nas áreas de negócios, mercado e produção de projetos culturais. Alguns dos seus parceiros são a BBC Radio3, IMN (International Music Network), a Six Degrees Records, a Putumayo World Music e a Fundação Cultural do Estado da Bahia.

Através da Ginga P, desenvolveu vários programas de intercambio e colaboração entre artistas baianos e de fora, incluindo os turnes norte americano e europeu “Rumpilezz Lodé” em Julho/Agosto 2015 e Junho 2014; o “showcase” no WOMEX da Sertanilia; o turne do EAU da banda BainaSystem em 2014; o projeto “O Universo Percussivo Baiano Desembarca no Rei Unido” com Letieres Leite e quinteto, em outubro 2013; a turnê brasileira do saxofonista Joshua Redman junto com a Orkestra Rumpilezz (2012), a turnê norte americana do grupo Percussivo Mundo Novo (2011) e o projeto de residência artística do programa de Jazz da Juilliard School na Bahia (2011).

Trabalhou como curador de projetos no Brasil como: ”Recôncavo Jazz Festival”; “Santo Antonio Jazz Festival”; ”Encontros Percussivos – Um diálogo entra a tecnologia e a diversidade musical” (Plataforma Conexão Vivo); World Routes” (BBC Radio3 de Londres); entre outros.

Desenvolveu uma rede de distribuição focada em pontos diferenciados para produtos ligados à música, mídia e estilo de vida, criando parcerias com uma série de estabelecimentos comerciais e culturais de destaque, redes de lojas regionais e nacionais e pontos de venda independentes, incluindo livrarias, lojas de decoração e moda, museus, instituições educacionais e culturais e empresas da área turística.

Atualmente também faz a direção geral do projeto Rede Motiva – Circuito de Ações Promocionais para a música, uma iniciativa de Economia Criativa que promove e divulga artistas independentes do cenário musical baiano e brasiliero. O projeto integra uma série de ações promocionais em diversos locais de atuação com o objetivo de potencializar e estimular o desenvolvimento do setor na Bahia e Brasil. O projeto, patrocinado pelo Estado da Bahia, apoia os artistas parceiros através de promoção e divulgação, venda de produtos e comunicação em rede.

 OFICINA DO PITCHING À TELA – projetos audiovisuais

 

Daniela FernandesDaniela Fernandes

Bacharela em Direito pela Universidade Católica do Salvador e Bacharelanda em Cinema e Audiovisual pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Produtora executiva da Griot Filmes, é sócia fundadora do Laboratório Audiovisual realizador da plataforma NordesteLAB e integra Conselho Consultivo da Associação de Produtores e Cineasta da Bahia. É cineclubista, participa da União de Cineclubes da Bahia desde 2011.

 

Gabriel Amaral PiresGabriel Amaral Pires

Mestrando em Cultura e Sociedade na Universidade Federal da Bahia. Graduado pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, no curso de Comunicação com Habilitação em Produção em Comunicação e Cultura.  Participou do projeto “Filmografia Baiana: Memória  Viva”.

Atualmente atua no Escritório de Projetos do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia – IRDEB. E é um dos sócios do Laboratório Audiovisual.

 

AmandaAmanda Aouad

Roteirista com especialização em Roteiro para TV e Vídeo pela Unijorge, atuando no mercado baiano e no desenvolvimento de projetos e roteiros de séries de televisão e internet. Atualmente é coordenadora de roteiros da Olho de Vidro Produções e roteirista do núcleo criativo Anima Bahia da produtora Origem. Doutoranda em Comunicação e Cultura Contemporânea (UFBA), atua como docente no curso de Publicidade e Propaganda da Faculdade Ibes. É ainda, especialista em cinema pela Ucsal, sendo editora e crítica cinematográfica do site CinePipocaCult e membro da Abraccine, já tendo textos publicados em diversos veículos, inclusive o livro Directory of World Cinema: Brazil. É integrante do Grupos de Pesquisa A-tevê e Grim (ambos UFBA).

logo_estacaoApoio Estação do Drama

Espaço de criação e análise de roteiros de narrativas seriadas para serem exibidas na televisão e na internet. Uma iniciativa do Grupo de Pesquisa A-tevê – Laboratório de Análise de Teleficção do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, tendo ainda o apoio da Pró-reitoria de Extensão da UFBA.
https://estacaododrama.com.br/

Anúncios